A Evolução do Microsoft Project



O programa Microsoft Project muito utilizado atualmente na gestão de projetos, tornou-se muito popular devido a facilidade no uso de seus recursos. Muitas pessoas que utilizam a ferramenta em seu dia a dia desconhecem a evolução do programa ao longo do tempo, ou seja, até ele chegar a versão atual existente no mercado. Por isso, vale a pena voltar a história para contar e conhecer a respeito desta poderosa ferramenta e a sua evolução durante os anos.

PROJECT 4.0




Desde a versão do Project 4.0, o programa sempre esteve focado no gerenciamento de projetos. Facilmente ele podia ser executado em MS-DOS, operava em PCs 286, 386 ou superior e grande parte de seus recursos, oferecia inovadoras opções para estas arquiteturas tornando seu uso bem agradável. Operações comuns em projetos como planejar, gerenciar e comunicar todas as fases de qualquer tipo de projeto se tornou simples o que para a época foi um grande avanço. Uma tecnologia inovadora encontrada nele era a IntelliSense: built-in que percebe o que a pessoa quer fazer e reproduz os resultados para as tarefas de rotina. Essa ação que na época era executada manualmente se tornou automática e os trabalhos complexos tornaran-se extremamente acessíveis. Portanto graças a essa revolução, o software se tornou rapidamente o programa mais popular da área de planejamento de projetos e controle de atividades do mundo.

PROJECT 95




Com o lançamento do Microsoft Project 95, ele veio como um marco. O primeiro ponto era o de substituir a versão anterior 4.0 e para trabalhar com interface gráfica fornecida pelo Windows 95. Alguns profissionais o reconhecem como a versão 4.1 do Microsoft Project sendo a evolução da versão 4.0 desenvolvida para o antigo MS-DOS. A sua utilização e a capacidade de adaptação para o Windows 95 basicamente foi um ponto chave na sua evolução. Ele promoveu um plano de ajuda para criar planos de projetos e, gerir as mudanças que iriam ocorrer em seu cronograma de forma intuitiva. Cobria todos os níveis de profissionais (iniciantes, intermediários ou avançados), era versátil, experiente nas técnicas de planejamento e controle de projetos, como também se integrava perfeitamente com o Office. Essa experiência proporcionava maior produtividade de negócio as organizações.

A tela de splash screen do Project 95 carregado no Windows 95.


PROJECT 98




O Project 98 seguiu a linha evolutiva do programa com uma versão aperfeiçoada em relação ao Microsoft Project 95. Ele oferecia na época as ferramentas fundamentais que, gerentes de projeto, gerentes de negócios e planejadores independentes necessitavam para administrar as agendas de tarefas e de recursos dos projetos. Outra característica inovadora dele, era a de permitir salvar uma única linha de base do planejamento do projeto. Desta forma, era possível realizar uma futura comparação do planejado em relação a sua execução. Assim o programa de gestão se tornou ainda mais eficiente na ajuda, na maneira de como planejar, de controlar todos os aspectos e necessidades do projeto. Não podemos esquecer que ele também oferecia grande variedade de exibições, gráficos, relatórios e podia ser executado diretamente no Windows 98/98SE/Me.

A tela de splash screen do Project 98 quando era carregado no Microsoft Windows 98.




PROJECT 2000



O lançamento do Microsoft Project 2000 representou para a época um novo padrão de programas para a gestão de projetos. Ele trazia na sua estrutura recursos de fácil utilização por conta da evolução natural de seus recursos em relação as versões anteriores. Contava com ferramentas de organização e integração total com produtos Microsoft, mantinha informação acessível a equipe, aos projetos em andamento e aos relatórios de precisão durante toda a execução do projeto o que se tornou o seu grande diferencial. Desta forma, compartilhar informações do projeto de maneira mais eficaz, com ele era possível. Avançar para o começo da etapa de planejamento contava com ferramentas especiais como a criação de modelos, a criação de visões pessoais no Gantt e também na geração de relatórios de status e resumos.

A tela de splash screen que era carregado no Microsoft Project 2000.



PROJECT 2002



O Project 2002 permitia atualizar os usuários licenciados da versão 98 ou de versões posteriores. Com ele era possível ver de maneira instantânea todos os impactos da programação ou mudança de recursos em outras partes do seu projeto. A ferramenta de ajuda interativa recentemente criada e nova facilitava a consulta de informações sobre o programa. O Project Guide também conhecida como Guia de Projeto na versão em português do Brasil, permitia iniciar rapidamente a criação e a maneira de gerenciar melhor os planos de seu projeto. Com a integração do Project 2002 com os produtos Microsoft Excel e Microsoft Outlook evoluiu o compartilhamento dos documentos, o acompanhamento de emissão web-based e folhas de relatórios de status, a verificação de dados no Gráfico de Gantt, a visibilidade de informações aos gerentes de projeto além de melhorar o agendamento de tarefas. A versão Microsoft Project 2002 Standard Upgrade permitia compartilhar o trabalho, seus dados e informações de forma colaborativa. Assim, a facilidade no uso da ferramenta e na melhor gestão dos projetos, ficou mais inteligente e mais eficiente.

A tela de splash screen que era carregado no Microsoft Project 2002.




PROJECT 2003




O Project 2003 foi a primeira de todas as versões a ter três versões diferentes do programa. Elas eram identificadas pelos nomes de Standard, Professional e Server. Essa estrutura de divisão das versões é mantida até hoje. A versão permitia fazer o upgrade, ou seja, a atualização do Microsoft Project Professional 2002 para a 2003. O Project Professional 2003 é o Microsoft Office Enterprise, sistema de gerenciamento de projeto que trabalhava junto com o Project Server 2003 e o Project Web Access. O foco agora passa ao nível de gerenciamento de projetos corporativos e, gerenciar melhor os projetos e recursos da empresa. Outros princípios que surgiram nesse contexto foi estabelecer processos uniformes e assegurar que a organização e colaboração de projetos era ampla. Processos foram estabelecidos, metodologias foram aproveitadas junto com as melhores práticas de gestão de projetos . Sem dúvida alguma, esse foi um grande diferencial da solução que permitiu eficiência e colaboração dentro das organizações. As atividades passaram a ser direcionadas às pessoas certas, ligadas diretamente as tarefas do projeto, assegurou disponibilidade, permitiu maior interação, colaboração e compartilhamento de dados. Ele incluia 1 licença de acesso para utilizar o cliente integrado ao Microsoft Office Project Server 2003.

A tela de splash screen do Microsoft Project 2003 que era carregado.





PROJECT 2007



O Project 2007 manteve as três versões desenvolvidas para a versão Project 2003 (Standard, Professional e Server). Elas foram totalmente reformuladas e melhoradas para atender os novos desafios da gestão de projetos corporativo. A ferramenta de gerenciamento de projeto reforçou a combinação de usabilidade, eficiência e flexibilidade. O ganho passou a ser no modo de gerir projetos com a visão de escritórios de projeto - PMO, eficácia para departamentos no controle do trabalho, monitorar agendas, finanças, equipes de projeto alinhadas ao objetivo da entrega e torná-las ainda mais produtivas. O meio de integração com programas conhecidos do Microsoft Office, a geração avançada de relatórios e do planejamento guiado por ferramentas flexíveis foi de grande ajuda para os principais envolvidos dentro da gestão de um projeto.

Neste material é possível encontrar um comparativo entre a versão 2007 com as versões antigas:

http://office.microsoft.com/en-us/project/FX101759351033.aspx

A tela de splash screen do Microsoft Project 2007 que era carregado.



PROJECT 2010



O Project 2010 manteve as distribuições Standard, Professional e Server como as principais versões do programa. Implementou o conceito de gestão de portfólio, os projetos eram priorizados a partir dos objetivos estratégicos definidos pela organização. A visão estratégica passou por uma reformulação com a implementação desses novos processos em gerenciamento de projetos (iniciar, planejar, executar, monitorar e encerrar) passou a ser o meio comum e a visão executiva o de maior importância. Contou também com maior facilidade na geração de relatórios e inúmeras inovações. Um comparativo rápido entre a versão Project 2007 e a versão 2010, menus e barras de ferramentas se adequaram a versão do Pacote Office 2007 (Word, Excel, PowerPoint, Access e Outlook) com a utilização da interface Fluent UI do Office 2007, conhecida como Fluent User Interface – “Interface de usuário fluente”.

Os detalhes sobre este assunto pode ser conferida com a visita a página da Microsoft:


A tela de splash screen que era carregado no Microsoft Project 2010.





PROJECT 2013


Até este momento, o Project 2013 é a versão mais nova da plataforma de gestão de projetos desenvolvida pela Microsoft. Um novo marco desta versão é a utilização da versão servidor ProjectOnline e da versão Desktop Project Pro Office 365 na nuvem. Isso possibilitou as empresas terem a opção de trabalhar no ambiente local, ou seja, dentro de casa quanto gerenciar seus projetos em nuvem. Outras inovações como a utilização do serviço de loja que permite comprar aplicativos e os utilizar integrado ao software é importante. Isso garante que se alguma funcionalidade não puder se atendida pelos recursos nativos do programa algum aplicativo da loja poderá atuar rapidamente neste questão. O seu principal objetivo continuará sendo a gestão de projetos mais com inúmeras possibilidades de utilização em empresas de qualquer porte. Ele é a aposta de levar o gerenciamento de projetos a um novo patamar corporativo, com análise conjunta, gestão eficiente e tomada de decisão rápida por toda a organização.

A tela de splash screen que era carregado no Microsoft Project 2013.





Temos certeza que a próxima versão nos surpreenderá com algum novo recurso inovador e que vai ajudar bastante escritórios e gerentes de projetos durante a administração de seus planos de projeto.

Reference: History Project 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário