Como trabalhar com tipos de moeda no Project 2013.

Objetivo:

Apresentar os tipos de moeda que podem ser utilizado pelo Project Professional 2013.

Introdução:



Uma das necessidades econômicas de nível mundial atualmente é, utilizar diversos tipos de moeda. Por diversos motivos que vão desde a sua circulação, operação e até a negociação como forma de mercadoria. Segundo CARNEIRO (2012, Administradores):

"A moeda é um instrumento básico para que se possa operar no mercado. Sem ela o processo de troca seria extremamente limitado. Então, a introdução da moeda, enquanto representante do valor da mercadoria, permite que a troca se desenvolva, desvinculando-a da dupla coincidência de interesses".

Ela funciona como moeda de troca, controla as altas e baixas de preços e as famosas taxas de câmbio. Todas essas questões devem ser avaliadas na concepção, planejamento e execução de projetos. Esses fatores afetam diretamente os custos variáveis e finais, o tornando inviável.

Você deve estar se perguntando, o que isso têm haver com o Microsoft Project 2013?. 

Se você trouxer estas variáveis de projetos para dentro de uma ferramenta, verá que será necessário o fornecimento de insumos e suporte para trabalhos que envolvam moedas distintas. Com o Microsoft Project Professional 2013 é possível dizer que a ferramenta pode trabalhar com diversos tipos de moeda.

Vamos conhecer como realizar essa operação.

Para definir o tipo de moeda padrão do programa clique em: Arquivo.

Exemplo:



Vá até o item Opções.

Exemplo:




A opção Símbolo representa o modelo de moeda definido por padrão no programa. No exemplo, o estilo de moeda apresentado é o real representado pela letra "R", mais o sinal de "Cifrão", como resultado temos o "R$". O símbolo utilizado para representar o dólar americano é o "U$" e assim para os outros tipos de moeda existentes no mundo inteiro.

Exemplo:



O item Posicionamento representa a posição do número em relação ao símbolo da moeda, por exemplo, após o simbolo é exibido ao lado esquerdo o número R$ 1,00. Geralmente este é o modelo padrão, mas é possível definir o número a direita ( 1,00 R$) ou mais próximo ao símbolo.

Exemplo:


Dígitos Decimais representa a quantidade de casas decimais que são exibidas após a vírgula. Na opção padrão é definida apenas duas casas, por exemplo R$ 1,"00".

Exemplo:



A opção Moeda é utilizada para definir o estilo de moeda que será utilizada. Podemos utilizar como exemplo o Brasil e, o seu estilo de moeda. Onde a letra B representa o país e, as duas últimas letras representam a moeda ReaL - "RL" . Se juntar as três letras indicadas anteriormente o padrão ficaria "BRL", igual ao modelo utilizado no programa.

Exemplo:





Reference: Currency in Project Professional 2013.

Espero que tenham gostado do tutorial e até a próxima.

Explorar o ciclo DMAIC do Seis Sigma no Project 2013.


Seis Sigma é uma das práticas mais utilizadas no mundo corporativo. Ela é focada principalmente na organização, melhoraria contínua dos processos e na eliminação  de problemas. Ela foi originalmente desenvolvida pela empresa Motorola, que precisava reduzir a margem de erros nas suas linhas de produção. Neste sentido, quando há imperfeição de um produto ou serviço ela é tratada como não estando de acordo com as especificações definidas, ou seja, como um defeito. No ambiente empresarial, o aprendizado obtido alinhado a esse conjunto de práticas é muito utilizado em estratégias gerenciais a fim de promover mudanças nas organizações. De modo a melhorar seus processos , produtos e serviços, promover a satisfação dos clientes e obter a melhor a qualidade possível.

O que é o Seis Sigma?

Um sistema abrangente e flexível para alcançar, sustentar e maximizar o sucesso empresarial. Seis Sigma é singularmente impulsionado por uma estreita compreensão das necessidades dos clientes, pelo uso disciplinado dos fatos, dados e análise estatística e pela atenção diligente à gestão, melhoria e reinvenção dos processos do negócio (Neuman et all). 

Uma das vantagens do Project Professional 2013 é trabalhar com os mais variados tipos de projeto. Para isso, ele traz em sua estrutura diversos modelos entre os quais podemos destacar o ciclo DMAIC do Seis Sigma. Neste cronograma é possível encontrar as principais atividades relacionadas a essa boa prática. O processo de acesso a este modelo é bem simples, basta utilizar a opção em: Arquivo.



Em seguida clique em: Novo - ciclo DMAIC do Seis Sigma.



Será exibido todas as atividades básicas realizadas no processo Seis Sigma.Para concluir o processo clique em: Criar.



Na estrutura do cronograma é possível encontrar as fases bem definidas na linha de tempo e as atividades bem detalhadas na área de atividades.



Para iniciar o planejamento de um projeto deste porte, será necessário inserir novas atividades e detalhar muito bem o escopo. Caso o objetivo seja este basta clicar no botão Gráfico de Gantt.



Reference: Six Sigma in Project 2013.

Tech Ed 2012/2013 - Project Server 2013

Objetivo:

Apresentar um vídeo sobre o último TechEd de 2012/2013 falando a respeito do Project 2013 e quando ocorrerá os próximos eventos.

Introdução:


No ano passado tivemos o Tech Ed 2012, ele é um evento significativo de grande nível técnico que leva as melhores ferramentas, recursos e conhecimento aplicados as organizações. São diversas tecnologias abordadas durante todo o evento, porém eu gostaria de focar no Project 2013, por ele ser um dos principais temas abordados pelos profissionais da área de gerenciamento de projetos. O material disponibilizado está em inglês mais abrange de uma forma bem sucinta todo o potencial da ferramenta.

Acompanhe na íntegra o evento ocorrido no ano passado.

http://channel9.msdn.com/Events/TechEd/Australia/2012/AIT002

Os próximos estão marcados para:


Fonte: http://channel9.msdn.com/Events/TechEd#fbid=SWw8dT1ybRW

Espero que tenham gostado.

Alterar o idioma do Project Professional 2013.




Uma das grandes vantagens do Microsoft Project é a capacidade de se trabalhar com multilinguagens em seus recursos. Com esta opção é possível configurar o idioma de ortografia e gramática, configurar a linguagem utilizada na opção de ajuda e ainda definir o idioma nativo do programa.É importante salientar que quando o produto Project Professional ou Project Standard 2013 é adquirido em lojas, diretamente na Microsoft ou em parceiros é possível escolher qual será o idioma padrão, por exemplo, no Brasil a nossa língua nativa é o português então neste caso é possível solicitar ou realizar a escolha deste idioma no ato da compra.
Existem alguns casos, que geralmente são aplicados as empresas.Neste tipo de situação, em que há a necessidade de se trabalhar com dois ou mais idiomas no programa recomenda-se o uso de um complemento do software o qual é chamado de Language Interface Pack (LIP)

Para realizar o download do Language Interface Pack (LIP) acesse a página:

http://office.microsoft.com/pt-br/downloads/downloads-do-lip-language-interface-pack-do-office-HA001113350.aspx

Nas versões anteriores esse recurso era chamado de Pacote de Idiomas.

https://support.office.com/en-us/article/Office-Language-Interface-Pack-LIP-downloads-d63007c2-e8ae-41fd-8bfb-fce2857010e1

O LIP oferece suporte a três importantes itens: Ortografia, Interface e Ajuda.


A referência Microsoft sobre este assunto é encontrado em: Language Interface Pack - LIP
Para se utilizar o LIP lembre-se que ele precisa ser diferente do idioma atual do programa. Por exemplo, se o Microsoft Project 2013 estiver em português o LIP precisa ser inglês. O pacote é diferenciado para que não seja necessário alterar qualquer configuração no sistema operacional.

Alterar o idioma do Project 2013

Para modificar a linguagem nativa no Project Professional 2013 vá em Arquivo.



Escolha o item: Opções.


Selecione a opção: Idioma.



Idioma de Edição

No "idioma de edição" é, possível definir os recursos específicos incluindo dicionários, verificação gramatical e classificação.

Idioma da Interface do Usuário.

Esta opção é indicada quando, houver a necessidade de se definir o "idioma de exibição do programa". No entanto, é exibido por padrão na ferramenta o idioma definido no sistema operacional Windows.Todavia, é possível definir no próprio software outras linguagens como por exemplo, os idiomas português e inglês.

Idioma da Ajuda

Neste item, é possível definir o "idioma de ajuda do programa" que, por padrão, é exibido no mesmo idioma do Windows. Contudo, ainda é possível definir opções em idiomas diferentes como o português e inglês. Desta forma qualquer alteração realizada no idioma do sistema operacional afetará de forma automática o software.

Para realizar alterações do idioma do pacote Office utilizando o sistema operacional Windows, sugerimos a leitura deste material para mais detalhes sobre o procedimento:

Habilitar outro idioma na interface dos programas do Office

Alterar o idioma padrão dos programas do Office

Alterar o idioma padrão de programas do Office


Outros materiais de referência:


Reference: Change Language Project 2013.



Treinamento de Project Server 2013, Project Online e Project Professional 2013.

Objetivo:

Apresentar o treinamento de Project Professional 2013 e Project Server 2013.

Introdução:






Ao ser lançada uma nova ferramenta no mercado por um fabricante as empresas tem a preocupação de capacitar seus colaboradores nestas novas tecnologias. Desta ansiedade causada nas organizações resulta o surgimento de grande demanda na busca por treinamentos. Isto não quer dizer que elas devam parar o processo de capacitação, mas sim que deve haver a preocupação de realmente agregar valor intelectual as pessoas por meio destes treinamentos. Os estudos devem proporcionar a aplicação prática do conhecimento devendo este ser o foco dos centros de treinamentos e fabricantes de software. 

As tecnologias devem ter por princípio promover a melhoria no meio pessoal e profissional das pessoas. A partir deste pensamento disponibilizo neste espaço o treinamento completo do Microsoft Project Professional 2013 e Project Server 2013. Eu espero que ele possa ajudar os profissionais que trabalham com soluções voltadas para a área de gerenciamento de projetos.

Este treinamento é aplicado a diversos níveis de conhecimento (básico, intermediário e avançado) e abrange os mais diversos temas. Os materiais foram utilizados nas últimas apresentações dos principais eventos destinados ao Project Professional 2013 e Project Server 2013 que são o Project Ignite e Project Momentum.

Referência Microsoft:



A lista de treinamento inicia com:

Módulo 1: O que há de novo no Project 2013 para iniciar.

Descrição:

O Módulo 1 apresenta o que há de novo no Project 2013 de forma rápida como um treinamento para profissionais de TI e desenvolvedores. Neste espaço é definido as expectativas para este treinamento e onde é apresentado os principais recursos da ferramenta.

Vídeos:


Apresentação:

Inglês: Download

Módulo 2: O que há de novo no Project Professional para Office 365 e a sua sincronização para o SharePoint Online.

Descrição:

O Módulo 2 destaca as principais investimentos em Project Server 2013 e do Projeto Professional 2013 para Office 365 e os novos recursos que são interessantes para construir a agenda em uma lista do SharePoint. Como conectar as duas soluções sem problemas de forma a permitir ao Gerente de Projeto imediato conhecimento das ferramentas adicionais para gerenciar com sucesso os projetos.

Vídeos:




Apresentação:

Inglês: Download.

Módulo 3: O que há de novo com a solução Project Portfólio Management (PPM).

Descrição:

Módulo 3 fornece uma visão geral e as manifestações de ambos os on-line e no local capacidades do mais recente Project Portfólio Management (PPM) de solução da Microsoft.

Vídeos:




Apresentação:

Inglês: Download.

Módulo 4: Visão geral do Project Online

Descrição:

O Módulo 4 fornece uma visão geral do Office 365, apresenta projeto on-line e Projeto Pro para Office 365, demonstra como começar com o projeto on-line, e discute as perguntas mais frequentes.

Vídeos:








Apresentação:

Inglês: Download.

Módulo 5: Inteligência de Negócios em Projetos.

Descrição:

Módulo 5 explica e demonstra os investimentos em inteligência de negócios na área de trabalho de projeto, bem como no Project Server e Project Online, incluindo a demonstração de tecnologias como PowerView e OData.

Vídeos:








Apresentação:

Inglês: Download.

Módulo 6: Quadro de horários e status

Descrição:

Módulo 6 fornece uma visão geral do quadro de horários e status melhorias no projeto on-line e Project Server 2013.

Vídeos:





Apresentação:

Inglês: Download.

Módulo 7: O que há de novo para os profissionais de TI no Project Server 2013 - Arquitetura

Descrição:

O Módulo 7 discute o Project Server 2013 arquitetônico, sua administração e alterações de segurança.

Vídeos:


Apresentação:

Inglês: Download.

Módulo 8: O que há de novo para os profissionais de TI no Project Server 2013 - Implantação e atualização.

Descrição:

O Módulo 8 fornece uma visão geral dos procedimentos para implantar o Project Server 2013, bem como a metodologia de atualização de versões anteriores.

Vídeos:


Apresentação:

Inglês: Download.

Módulo 9: O que há de novo para os profissionais de TI no Project Server 2013 - Operações.

Descrição:

O Módulo 9 discute o Project Server 2013 a partir do ponto de operações de melhorias, incluindo o Windows PowerShell, a sincronização do Active Directory, Gerenciamento de nível Log, e gerenciamento de status da fila.

Vídeos:

Apresentação:

Inglês: Download.

Módulo 10: Gestão da demanda e fluxo de trabalho no Project Server 2013

Descrição:

O Módulo 10 discute a criação de um processo de gestão de demanda típica e exibição de cases sobre a criação de fluxo de trabalho no SharePoint Designer e Visio.

Vídeos:




Apresentação:
Inglês: Download.

Módulo 11: Escritório de oportunidade de loja no novo Project

Descrição:

O Módulo 11 explica como os aplicativos que estão estendendo a funcionalidade do produto podem ser publicados e adquirido por um cliente diretamente a partir do Office Store. Saiba como você pode se beneficiar de publicar seus aplicativos, treinamento ou soluções.

Vídeos:





Apresentação:

Inglês: Download.

Módulo 12: O que há de novo para desenvolvedores - Projeto de extensão do desktop

Descrição:

O Módulo 12 explora como área de trabalho do Project agora incorpora a estrutura de extensibilidade Web e permite que você crie aplicativos para escritório que exibem conteúdos contextuais bem no projeto.

Vídeos:






Apresentação:

Inglês: Download.

Módulo 13: O que há de novo para desenvolvedores - Project on-line e servidor extensibilidade.

Descrição:

O Módulo 13 aprofunda a extensibilidade do Project Server e cobre Cliente Object Model Side (COMS), JavaScript Object Model (JSOM), receptores de eventos, e outros componentes-chave de extensibilidade.

Vídeos:







Apresentação:

Inglês: Download.

Estou transcrevendo as apresentações de inglês para o português quem quiser as apresentações em português me mande um email para hezequiaslima@bol.com.br que eu envio as apresentações.

Espero que este treinamento ajude bastante a comunidade.

Reference Training Project 2013.

Visão geral do que há de novo no Microsoft Project Server 2013 e no SharePoint 2013.

Objetivo:

Apresentar o que há de novo no Microsoft Project Server 2013.

Introdução:






Sabemos que recentemente houve o lançamento do Project Server 2013, consequentemente o SharePoint 2013 veio logo em seguida a fim de suportar toda a arquitetura e serviços. Lendo alguns materiais sobre o produto, acabei encontrando uma apresentação muito boa feita pela DELL e a Microsoft. Nela é explicada, uma forma detalhada de cada funcionalidade da solução, não apenas do Project 2013, mas como também o SharePoint 2013. O material está em inglês, porém ele permite uma visão geral por abranger até onde é possível chegar com a nova versão do programa.

Para realizar o download clique aqui.

Exemplo do início da apresentação:




Espero que tenham gostado do material.

Reference: Presentation for Project Server 2013 and SharePoint 2013.

Migrar usuários de associação ASP.NET de um banco de dados para outro.

Objetivo:

Apresentar a forma de migrar usuários de associação ASP.NET de um banco de dados para outro.

Introdução:


Os serviços de aplicativos ASP.NET são construídas com base em serviços da Web, elas fornecem acesso a recursos de autenticação de formulários, funções e propriedades de perfil. A forma como esses serviços são executados fazem parte de uma arquitetura orientada a serviços (SOA), no qual um aplicativo consiste em um ou mais serviços prestados no servidor para um ou mais clientes. 

Referência Microsoft:

http://msdn.microsoft.com/pt-br/library/bb547119(v=vs.100).aspx


É importante salientar que os sites que utilizam a  configuração de Application Services possuem uma cobertura natural que permite copiar contas de usuário de desenvolvimento para a produção ou vice e versa, mas não entraremos em muitos detalhes na parte de AS e sim focaremos no assunto que mais nos interessa, que é a parte de migração. Estamos falando sobre o tópico que trata o ApplicationId e applicationName que trouxe muitos problemas durante o processo de migração. A parte que que nos interessa é, será que você pode realmente migrar seus usuários e aplicações, se você usar o Database Publishing Wizard? A resposta é sim. Nesta matéria eu utilizei o Database Publishing Wizard. 


No SQL Server Managment Studio clique com o botão direito do mouse em seu banco de dados e selecione a opção Tarefas - "Tasks" -  Gerar scripts "Generate Scripts". A caixa de diálogo do Assistente do SQL Server Scripts irá ser exibida.

Exemplo:




Clique em Avançar - "Next" e selecione o banco de dados com os serviços de aplicativos, ASP.NET e suas tabelas de associação que estão instaladas em seu ambiente e clique em Avançar - "Next" novamente.

Exemplo:





Na caixa de diálogo - Escolher Opções de Script - "Choose Script Options" mude a opção  Criar Script - "Create Script" para False e mude "Dados roteiro" para True. O clique em Avançar - "Next".

Na caixa de diálogo - Escolher Tipos de Objetos - "Choose Object Types", selecione apenas objetos do tipo Tabelas - "Tables" e clique em Avançar - "Next".

Na caixa de diálogo Escolha as tabelas - "Choose Tables", selecione todas as tabelas com o prefixo "aspnet_". Na caixa diálogo deste exemplo o modelo utilizado é "aspnet_Applications" para "aspnet_WebEvent_Events". Clique em "Next".

Você pode em seguida, gerar o script que você irá utilizar para ser executado no banco de dados de destino para uma variedade de destinos, incluindo uma nova janela de consulta no SQL Server Management Studio ou um arquivo de texto. Sql, clique em Concluir - "Finish" duas vezes.

Os próximos passos envolvem simplesmente a execução do SQL Server Management Studio e a sua conexão à base de dados de destino e o script gerado. Isto obviamente, pressupõe que você tenha os serviços de aplicativos já instalados.

Quando o SQL estiver executando essa operação no servidor de destino Eu é comum receber alguns erros de "Violação de restrição PRIMARY KEY". Para ser sincero eu apenas ignorei estes erros da minha aplicação e os usuários foram inseridos com sucesso para as tabelas necessárias e eu podia fazer login usando as credenciais esperadas.

Resultado final esperado.




Espero que tenham gostado do tutorial.

Reference: Migrate users asp.net database different.

http://www.leggetter.co.uk/2010/10/15/migrating-asp-net-membership-users-from-one-database-to-another.html

Como adicionar o serviço de loja ao Project 2013.

Objetivo:

Ensinar como adicionar o serviço de loja ao Project Professional 2013.

Introdução:

Um dos recursos muito interessante utilizado na versão 2013 do Microsoft Project, sem dúvida alguma está relacionado ao serviço de loja, na versão inglesa "Store". Esta opção é destinada a apresentar e disponibilizar diversos aplicativos e ferramentas gratuitas e pagas que você pode utilizar no programa. Dependendo da análise , tipo de serviço ou até exibição que você pretende ter de um projeto, de repente um produto alternativo pode ser avaliado nestes casos, caso a ferramenta não suporte realizar essa operação.

No Project Professional 2013 clique na opção: Arquivo.




Na opção: Conta - Adicionar um Serviço - Office Store - Office Store.

Exemplo:


Aguarde enquanto a conta é carregada.

Exemplo:


Informe o email da conta de acesso e clique em Avançar.

Exemplo:



Assim que a conta for validada você será direcionado a página oficial Live da Microsoft.

Exemplo:



Observe que o serviço de loja foi adicionado com sucesso.

Exemplo:


A partir do momento que o Office Store ou serviço de loja do Office for adicionado ele automaticamente sairá da lista de serviços a serem adicionados.

Caso você não queira adicionar o serviço de loja ao Project Professional 2013 é possível acessar o serviço pelo endereço:


Exemplo:



Espero que tenham gostado do tutorial.

Reference: Add Store Office for Project Professional 2013.