Interoperabilidade do Project Professional 2013 com o ProjectLibre 1.5.6

Objetivo

Apresentar a forma de integrar o Project Professional 2013 com o ProjectLibre 1.5.6.

Introdução


Resolvemos testar a interoperabilidade entre o Project Professional 2013 e o programa código aberto chamado ProjectLibre 1.5.6. Bem, primeiro vamos entender o que é esta palavra interoperabilidade. Segundo o site Wikipédia este termo significa:

Interoperabilidade é a capacidade de um sistema (informatizado ou não) de se comunicar de forma transparente (ou o mais próximo disso) com outro sistema (semelhante ou não). Para um sistema ser considerado interoperável, é muito importante que ele trabalhe com padrões abertos ou ontologias. Seja um sistema de portal, seja um sistema educacional ou ainda um sistema de comércio eletrônico, ou e-commerce, hoje em dia se caminha cada vez mais para a criação de padrões para sistemas.

Ambos os programas utilizam um arquivo de extensão comum chamado *.xml e desta forma é possível abrir um arquivo que foi criado no ProjectLibre diretamente no Project Professional 2013.

Vamos aos procedimentos.

1 - O primeiro ponto é identificar se o tipo de arquivo é *.xml desta forma ele torna-se capaz de ser lido em ambos os programas. Um exemplo do arquivo *.xml gerado no PL.



2 - Em seguida, vá até a opção: Arquivo.

Exemplo:


3 - Em seguida selecione o item Abrir - Computador - Local.

Exemplo:


4 - Localize o arquivo *.xml que foi salvo.

Exemplo:


5 - No assistente de importação é possível incluir os dados do projeto em um novo cronograma, mesclar os dados a um cronograma existente ou ainda acrescentar aos dados do projeto ativo. A última opção é o que foi usado neste tutorial, em seguida clique em Concluir.

Exemplo:


6 - O resultado final esperado é a atividade presente na estrutura do cronograma do Project Professional 2013.

Exemplo:




Espero que tenham gostado do tutorial e até a próxima.

Como adicionar um aplicativo da loja em um site do SharePoint 2013.

Olá pessoal, 

Há um tempo atrás, eu havia colocado aqui no blog um post sobre a loja de aplicativos do SharePoint 2013. 


Contudo, vendo uma enorme variedade de aplicativos que a loja oferece eu resolvi mostrar como adicionar um desses aplicativos em um site. O artigo foi publicado no Microsoft Technet e pode ser consultado a partir do endereço:


Vale lembrar que, neste espaço não é encontrado apenas aplicativos para o SharePoint 2013 e sim ele engloba aplicativos dos mais variados tipos e para as mais diversas funções e programas que funcionam integradas a solução, como o Project Server 2013.

Abraços e até próxima. 

Project Conference 2014

Olá pessoal, 

Além do SharePoint Conference 2014 outro evento que promete também para o ano que vem é o Project Conference 2014. Ele acontecerá em Fevereiro nos dias 2,3,4 e 5 na Califórnia - EUA. Portanto, não perca a oportunidade de participar, ótimas palestras, conteúdo técnico da mais alta qualidade e excelente oportunidade para aprender sobre a ferramenta com os maiores especialistas no assunto. Não deixe de participar.



Para mais detalhes sobre o evento visite o endereço:

http://www.msprojectconference.com/


Até a próxima.

SharePoint Conference 2014

Olá pessoal, 


É com grande satisfação que trago nesta programação do ano que vem o mais importante evento de SharePoint no mundo inteiro chamado SharePoint Conference 2014. Ele acontecerá nos dias 3,4,5 e 6 de Março em Las Vegas. Grandes nomes da comunidade internacional e os maiores especialista do produto no mundo todo, ou seja, ótima oportunidade para aprender e ver do que o SharePoint é capaz. Claro que a oportunidade de participar de um evento deste porte é única e vale muito a pena.



Para mais informações:


Para quem ainda pretende participar de algum evento de SharePoint ainda no ano de 2013 não esqueça de conferir o calendário, até final do ano teremos diversos e excelentes eventos acontecendo pelo mundo inteiro e para mais detalhes sobre a programação visite o endereço:


Até a próxima.

PMI Tools 2013

Olá pessoal, 


Teremos agora em Agosto de 2013 um evento chamado PMI Tools 2013 apresentando as principais ferramentas voltadas para o gerenciamento de projetos. Neste espaço será contemplada diversos fabricantes apresentando suas ferramentas , vantagens e sua repercução no mercado.

Exemplo:





As melhores soluções de softwares para Gerenciamento de Projetos, Programa e Portfólio reunidos. Venha conhecer as funcionalidades avançadas destas ferramentas com os maiores players do mercado de tecnologia, que vão realizar demonstrações e exposição de seus produtos. 

É um evento para gestores de projetos que buscam avaliar softwares ou ter uma visão geral de como os softwares podem auxiliar na gestão de projetos e uso de metodologias/processos para administrar projetos, programas e portfólio de projetos.

Local: Senac-Campus Sto Amaro - São Paulo/SP 
Data: 28 e 29 agosto 2013 | 8:00 as 18:00 horas 
Reservas ou dúvidas: ligue 41.3029-9397 ou 11.3661-1550
email: eventos@mundopm.com.br

Para acesso visite:

Guia de Sobrevivência Project 2013.

Olá pessoal, 




Não sei se todos tiveram a oportunidade de conhecer o guia de sobrevivência do Microsoft Project 2013, mas ele está disponível na página Wiki do Technet. Para mais informações visite:  

Guia de Sobrevivência Project 2013

Ele traz inúmeras informações , dicas , tutoriais , vídeos e conteúdo sobre a nova plataforma de gerenciamento de projeto da Microsoft. É um excelente conteúdo para quem quer iniciar os estudos e se atualizar sobre questões técnicas a respeito dos recursos do software. Traz dados de versões online, desktop e servidor além de oferecer excelente suporte técnico com diversos materiais sobre o assunto.

Exemplo:




Então, se você precisar de um guia que o ajude com relação ao assunto Project 2013 esse deve ser o o ponto a ser consultado.

Abraços.

E até a próxima. 




SPTechCon - Agosto de 11 a 14 de 2013 em Boston.




Venha para SPTechCon para aulas técnicas e tutoriais para Microsoft SharePoint 2010 e SharePoint 2013 administradores, profissionais, usuários corporativos e desenvolvedores de TI. Aprenda com os melhores especialistas do SharePoint, incluindo dezenas de MVPs SharePoint e SharePoint Certified Professionals. Conhecer e se relacionar com seus colegas, de bootstrap seu aprendizado no SharePoint 101 sessões de testes soluções de acionamento do SharePoint no Exhibit Hall, dicas taxas SharePoint e truques no after-hours Talks raios e fazer as discussões especialistas. Estudo SharePoint governança, saber mais sobre o SharePoint 2013, gestão de documentos mestre, equipe-se para a colaboração e mais toneladas. Se você ou sua equipe precisa de treinamento Microsoft SharePoint vir a SPTechCon Boston.


Reference: SPTechCon in August 2013 - Boston.

Período fiscal no Microsoft Project 2013

Objetivo

Apresentar a forma de trabalho com período fiscal no Microsoft Project 2013.

Introdução





Poucos sabem, mas também é possível trabalhar com períodos fiscais dentro da estrutura do Microsoft Project 2013. Apenas para entender um pouco mais o conceito de período fiscal, segundo o site Wikipédia:


Ano fiscal ou exercício é o período de tempo escolhido para se fazer a demonstração de resultados contábeis de uma empresa.O termo advém da prática da administração pública , que considera o exercício o período de tempo em que há a execução orçamentária. Dessa forma, o orçamento anual é aprovado em um ano (chamado de ano calendário pela legislação tributária da maioria dos países), para ser executado no ano seguinte, que seria o exercício financeiro.Em geral, o exercício possui a duração de um ano civil (365 dias) ou ano comercial (360 dias). Mas o exercício societário pode durar mais ou menos do que um ano: dependendo do ciclo operacional empresarial ou fatores excepcionais como encerramento das atividades.

A forma de configurar esse período no Microsoft Project começar em Arquivo - Opções.

Exemplo:






Em opções selecione o item Cronograma - O ano fiscal começa em, indique o mês fiscal. No Brasil o ano fiscal acompanha o calendário normal (Janeiro a Dezembro). Mas por exemplo dependendo da empresa e do seu porte esse período é diferente. O ano fiscal da Microsoft vai de Junho do ano corrente até Junho do ano seguinte.Ao término da configuração clique em OK.

Exemplo:





A próxima fase é definir essa informação na escala de tempo do gráfico de Gantt. Para isso clique com o botão direito do mouse sobre essa configuração e escolha o item Escala de Tempo.

Exemplo:



Observe que nas guias de Camadas (Superior, Intermediária e Inferior) é exibido a opção Usar período fiscal.Basta habilitar essa configuração para que a informação seja exibida no gráfico de Gantt.

Exemplo:



Espero que tenham gostado do tutorial.

Até o próximo.

Reference: Fiscal period in Microsoft Project 2013.

O licenciamento do Microsoft Project 2013.

Objetivo:

Apresentar o modelo de licenciamento de cada uma das versões do Project 2013.

Introdução:





Uma das perguntas que mais são realizadas em fóruns e comunidades técnicas está relacionada ao licenciamento de produtos Microsoft. Vendo essa necessidade, resolvi escrever este material explicando um pouco mais o seu funcionamento. O primeiro passo é entender o que trata o licenciamento de software.

Segundo o site Wikipédia a licença de um software é:

Uma definição de ações autorizadas (ou proibidas), no âmbito do direito de autor de um programador de software de computador concedidas (ou impostas) ao usuário deste software. Entende-se por usuário qualquer entidade legal, empresas ou um "usuário final (doméstico)", de onde tem origem o termo em inglês end user license agreement (EULA). Quando uma licença acrescenta restrições para além das existentes no direito de autor, o usuário tem normalmente de aceitar que lhe sejam impostas estas restrições para poder sequer utilizar o software. Aqui reside a principal diferença entre uma licença de software livre e uma licença de software não-livre: as licenças de software livre acrescentam direitos face aos já concedidos pelo direito de autor, deixando apenas para o ato de redistribuição as únicas regras que impõem.

Como sabemos o Microsoft Project 2013 possui cinco versões distintas (Project Standard, Project Professional, Project Server, Project Pro Office 365 e Project Online) e cada uma delas com suas respectivas aplicações, algumas são utilizadas em nuvem, outras em computadores pessoais, laptop, notebooks e Smartphones. Vale lembrar que a utilização dos programas em cada um destes dispositivos é restrita a necessidade de cada companhia. Portanto, de uma maneira macro é fato que da mesma forma podemos distinguir o licenciamento, seja por seu uso,  seja por suas restrições ou por seu tipo plano. 

O endereço seguinte fornece muitas informações sobre o licenciamento por volume de cada uma delas:


Para obter mais informações sobre cada uma das versões, após acessar o endereço listado anteriormente você será direcionado para a tela do licenciamento por volume que é um site de uso comum nas empresas.

Exemplo:




Após selecionar de qual versão você deseja saber detalhes clique em Ir para o Produto.

Exemplo:



Nesta etapa será possível localizar todos os dados de um produto, tais como:
  • Direitos de uso do produto.
  • Lista de produtos.

Desta forma, será possível ir diretamente ao licenciamento de uso os direitos de uso e algumas informações que podem ser encontradas neste local é:
  • O termo de licença
  • Condições gerais
  • Exceções e termos adicionais 

Na parte de lista de produtos é possível identificar os seguintes pontos:
  • Lista de gráficos chave de produtos
  • Pontos de produtos e Notas
  • Baixar a atual lista de produtos
  • Apêndice

Portanto, a partir de agora se você precisar de alguma informação sobre algum produto basta realizar essa operação.

Espero que tenham gostado do tutorial.

Reference: License for Microsoft Project 2013.



As diferentes versões do Microsoft Project 2013.



Atualmente, um dos assuntos mais procurado nos fóruns e comunidades técnicas do Microsoft Project está relacionado as diferenças entre as versões do produto e o seu licenciamento. No caso do Microsoft Project 2013 essa é uma questão importante, principalmente no momento de se definir qual das versões adquirir. Um item que não muda é que ele continua a ser um software de gestão de projetos e essa função é comum em todas as suas versões. Outro fator é que não é fácil localizar tantas fontes que tratam sobre este assunto em nosso idioma português. Por este motivo trago a vocês algumas informações sobre cada uma das versões do produto. Sendo o primeiro identificar e conhecer as diferenças entre as versões do programa. 

O software trabalha com as versões:



Project Standard 2013




É a versão mais simples do Microsoft Project. O Microsoft Project Standard 2013 é utilizado na gestão e controle de projetos de forma mais individual. Com relação ao processo de instalação e ativação do produto ele é realizado em apenas uma máquina. O monitoramento e execução do projeto é realizado apenas na máquina em que ele se encontra instalado. Não se integra ao Project Server 2013 no modo privado e nem em ambiente nuvem com o ProjectOnline.

Mais informações visite o endereço: Project Standard 2013.

Project Professional 2013



O Microsoft Project Professional 2013 é utilizado na gestão de projetos de forma mais profissional. Com relação ao processo de instalação e ativação ele é realizado em apenas uma máquina assim como na versão Standard. A sua principal vantagem em relação a versão Standard é a integração que ele permite ao Project Online e ao Project Server 2013. Além disso, ele também interage com plataforma de comunicação como o Lync, por exemplo, para permitir a eficiência na troca de informações entre o time de projetos. 

Mais informações visite o endereço: Project Professional 2013.

Project Pro for Office 365

É a mesma versão Project Professional 2013, porém, ela é voltada para uso em nuvem chamada de Project Pro for Office 365. A versão não é instalada em estações de trabalho, a pessoa que o utiliza, faz o acesso por meio de uma assinatura. Depende da internet para o seu acesso funcionar, está restrito ao uso por uma interface web, os arquivos podem ser armazenados localmente ou na nuvem, permite a integração de sua estrutura ao Project Server 2013 no modo privado ou em ambiente nuvem com o Project Online. 

Mais informações visite o endereço: Project Pro for Office 365.

Project Server 2013




O Project Server 2013 é a solução corporativa da gestão de projetos. É executado em ambiente modo privado - "in-loco", ou seja, tudo é gerenciado dentro da infraestrutura de TI da própria companhia. Flexível no gerenciamento de projeto, de portfólio de projetos, gere recursos, controla tarefas e é focada em visão de negócios. Dimensiona e prioriza os investimentos através do portfólios de projetos e proporciona valor comercial pretendido – praticamente em qualquer dispositivo. Em termos de ROI ele sai mais caro devido ao investimento realizado na infraestrutura ( Servidores, licenças (CAL para o ambiente Web e também do Project Professional 2013 para integração das estações de trabalho ao ambiente servidor), parque de máquinas (para aderir aos requisitos de hardware e software solicitados pelo programa), outro fator de suma importância é a adequação no sentido de se adquirir novas máquinas ou se deve pensar em upgrade das estações atuais).

Mais informações visite o endereço: Project Server 2013.

Project Online


O Project Online é a mesma versão corporativa Project Server 2013, porém, ele é voltado para o ambiente online  - "Cloud - Nuvem". Vale lembrar, que esta é a opção mais indicada para empresas de todos os portes (Pequena, Média ou Grande) e, não há a necessidade de possuir uma infraestrutura de TI na empresa. Ele fica hospedado em datacenter posicionado geograficamente em algum lugar no planeta. Uma das desvantagens que vejo nesta questão é que dependendo do local as informações seguem as leis do país onde o datacenter está localizado. Utilizado também para gerenciamento de projeto, de portfólio de projetos, gere recursos, controla tarefas e é focada em visão de negócios. Dimensiona e prioriza os investimentos através do portfólios de projetos e proporciona valor comercial pretendido – praticamente em qualquer dispositivo. Em termos de ROI ele é mais barato e a empresa paga por sua assinatura que a longo representa uma econômia significativa em termos investimento. Em sua estrutura pode utilizar tanto o Project Professional 2013 quanto o Project Pro Office 365 para permitir aos usuários armazenar todos os seus projetos em um único espaço facilitando o gerenciamento das informações.

Mais informações visite o endereço: Project Online.

Reference: Version of Microsoft Project 2013.